Editor do Website / Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). CREMERS 28361 / RQE 20242
 
 
   
ENTRE EM CONTATO
Fone: (51) 3378.9995
America Business Square
Rua Soledade, 569 Conj. 907B
Três Figueiras - 90470-340
 
 
 
DOENÇAS E MODALIDADES DE TRATAMENTO
Biópsia da Próstata

ORIENTAÇÕES SOBRE BIÓPSIA DA PRÓSTATA

 

1. O que é a Biópsia Prostática

A biópsia é um exame que tem por objetivo remover pequenos fragmentos da próstata, que serão examinados por um médico patologista (exame histológico), para verificar se há evidência de câncer (tumor maligno) no órgão.

 

2. Quem precisa fazer a biópsia da próstata?

A biópsia da próstata é indicada para aqueles pacientes que apresentam um PSA (Antígeno Prostático Específico – exame de sangue) elevado e / ou têm nódulos endurecidos palpáveis no exame de toque da próstata. Isto é, o exame é indicado para pacientes que apresentam suspeita de câncer da próstata. O profissional indicado para avaliar o paciente e indicar o exame é o médico UROLOGISTA.

 

3. Como é realizado o exame?

Na grande maioria das vezes, o exame para biópsia prostática é realizado em caráter ambulatorial (sem necessidade de internação hospitalar). Pode ser feito com anestesia local ou com sedação. Utiliza-se um aparelho de ultra-som (ecógrafo) para gerar imagens da próstata e guiar o exame. Através de um dispositivo (transdutor) inserido no reto (porção final do intestino grosso), consegue-se orientar a passagem de uma agulha fina, que retira os fragmentos da próstata. Em geral, são retirados 12 ou mais pequenos fragmentos para que se possa ter uma avaliação precisa dos dois lados da próstata (lobos prostáticos).

 

4. Quais são os possíveis riscos do procedimento?

As duas principais complicações que podem acontecer após a realização de uma biópsia da próstata são a hemorragia e a infecção (prostatite).

Contudo, existem cuidados que são indicados para evitar (ou diminuir o risco) destas complicações. Não se deve usar AAS (exemplo: ácido acetilsalicílico, aspirina, melhoral, etc) 10 dias antes do exame. Caso o paciente use anticoagulante (Marevan, Warfarin, Ticlid, etc), o medicamento também deverá ser suspenso alguns dias antes da biópsia.

O MÉDICO UROLOGISTA DEVE SER INFORMADO SOBRE O USO DE ANTICOAGULANTES, PARA PODER ORIENTAR CORRETAMENTE O PACIENTE ANTES DO EXAME!

É necessário usar antibiótico (por exemplo: ciprofloxacin ou levofloxacin) antes e após o exame, para diminuir o risco de prostatite (infecção da próstata). Também é indicada a realização de fleet-enema via retal (supositório) para “limpeza do intestino” 5 horas antes da biópsia.

 

ORIENTAÇÕES COMPLEMENTARES:

 

1. Fazer jejum absoluto (inclusive água) 8 horas antes do exame (em especial, se for realizada sedação anestésica)

 

2. Urinar imediatamente antes de fazer a biópsia (chegar com a bexiga vazia).

 

3. Tomar os medicamentos de rotina (por exemplo: remédios para tratamento da pressão alta).

 

4. Suspender, caso esteja tomando, os seguintes medicamentos:

§  AAS (Aspirina), Aspirina Prevent, Aspisin, Cebralat (cilostazol), Disgren: Não tomar nos 10 dias anteriores ao exame.

§  Ticlid (TICLOPIDINA): Não tomar nos 15 dias anteriores ao exame

§  Marevam ou Persantin (DIPIRIDAMOL): Não tomar nos 15 dias anteriores ao exame.

§  Antiinflamatórios, GINKGO HERBARIUM (Ginkgo biloba): evitar

 

5. O paciente deverá chegar 30 minutos antes do horário marcado, vir acompanhado, trazer o pedido de biópsia do médico e exames de PSA ou biópsias anteriores, caso já tenha feito.

 

Orientações após o exame:

* Após o exame fazer dieta leve.

* Evitar carregar peso, esforço físico, caminhadas longas por dois dias.

* Observar possível sangramento (fezes, urina ou sêmen).

* Manter abstinência sexual por três semanas.

* Observar possíveis SINAIS DE ALERTA: febre (temperatura igual ou maior que 37,8ºC) ou calafrios ou dor ou dificuldade para urinar. Se surgirem estas alterações, procure imediatamente auxílio médico.

* Retornar à consulta, trazendo o resultado do exame anatomo-patológico, 2 semanas após o exame.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

Campbell-Walsh UROLOGY, 9th Edition

Sociedade Brasileira de Urologia (SBU)

Data de criação: 02 de Fevereiro de 2011

Data da última modificação: 02 de Fevereiro de 2011



Tags: Biópsia da próstata | próstata | PSA elevado | câncer da próstata | diagnóstico precoce |
 
 
         
AVALIE SEUS SINTOMAS
 

Tabelas de Partin

IPSS - International Prostatic Symptom Score

Escala de Sintomas do Envelhecimento Masculino

Nomograma Sobrevida Livre de Recidiva Bioquímica após Prostatectomia Radical Retropúbica

Questionário de Avaliação de Bexiga Hiperativa - OAB - V8

Diário Miccional (Modelo)

AGENDA DE EVENTOS
 
31/12/2014 - 3RD INTERNATIONAL NEURO-UROLOGY MEETING - ZURIQUE/SUÍÇA

"O Dr. Márcio Averbeck foi convidado a palestrar no congresso realizado pela Swiss Continence Foundation (Fundação Suíça de Continência) na Universidade de Zurich no final do mês de Agosto/2014. O Dr. Márcio foi o representante da América Latina neste importante evento e palestrou sobre "cateteterismo vesical" e sobre "tratamento da impotência sexual em pacientes lesados medulares"."

 

01/08/2014 - CONGRESSO COLOMBIANO DE UROLOGIA

"O Dr. Márcio Averbeck participou como palestrante no Congresso Colombiano de Urologia, realizado em Cartagena de las Índias no mês de agosto de 2014. O tema da palestra foi o tratamento da incontinência urinária masculina, incluindo o implante de slings e do esfíncter urinário artificial. O Dr. Márcio foi honrado com o título de "Membro Correspondente Estrangeiro" da Sociedade Colombiana de Urologia, recebendo certificação das mãos do Dr. Maurício Plata - Presidente da S.C.U., em cerimônia oficial no dia 16/08/2014."

 

 

 

         
 
Dr. Márcio Augusto Averbeck - Todos os Direitos Reservados